logo-calculo-renal.gif




 




Cálculo Renal
Doenças do Sistema Urinário
Outras doenças do Sistema Urinário
Tratamento para Cálculo Renal
Infecção Urinária
Insuficiência Renal
Hemodiálise
Fale Conosco
Mapa do Site


   
 




Cálculo Renal
 O que é Cálculo Renal?
 Mulher com cálculo renal.
Também chamada de litíase, nefrolitíase, cálculo urinário ou pedra no rim, essa doença é conhecida por causar uma grande dor ao paciente. O cálculo renal é a alteração urinária mais comum e tem grande recorrência e é comum sua incidência. O cálculo renal se forma por meio de cristais que se separam da urina e, ao se unir, formam pedras. É mais comum em homens entre 20 e 40 anos de idade. Após o surgimento da doença, a reincidência é mais comum nos homens; porém, ainda não foi encontrado um motivo para essa diferença.

    As pedras nos rins começam bem pequenas e vão crescendo, por isso aguardar que ela seja expelida naturalmente com o grande consumo de água é doloroso e perigoso. São capazes de grandes danos aos rins e causam insuficiência renal. Os rins são estruturas que filtram o sangue e o distribuem pelas artérias renais de volta para o coração. Neles, é produzida a urina, que desce pelo ureter que leva a bexiga onde é eliminada pela uretra.

Tipos de Cálculos

    Podem conter diversas combinações de elementos químicos, dessa forma proporcionando, dessa forma, uma diversidade de tipos de cálculo renal. O mais comum é o que contém cálcio em combinação com oxalato ou fosfato. Eles representam 75% dos cálculos renais. O que é causado pela infecção urinária não é comum e pode ser tão grande que obstrua a via urinária, causando sérios problemas. Ainda mais raros são os tipos de cálculos causados pelo ácido úrico; eles estão associados com a quimioterapia ou a gota. Para saber o tipo de cálculo, é necessário realizar uma análise laboratorial da pedra, ou seja, em exames de urina é possível estabelecer os níveis de oxalato de cálcio, ácido úrico, cisteína e citrato.

Causas do Cálculo Renal
 
    Há alguns alimentos que ajudam no desenvolvimento dos cálculos em pessoas com predisposição para a doença,embora ainda não tenha sido nada comprovado cientificamente. A pessoa que tem histórico familiar da doença pode estar mais propensa a adquiri-la. Infecções urinárias e distúrbios renais também podem causar cálculos. Outras causas são: excesso de consumo de vitamina D, antiácidos, gota e alguns alimentos que aumentam o cálcio na urina.

    Além disso, o sedentarismo, a obesidade, problemas nas glândulas tireoide e paratireoides também podem causar a formação de cálculo renal.

Cálculo Renal - Sintomas

    O primeiro sintoma é uma dor intensa. Ela se inicia quando a pedra está no trato urinário, causando irritação. A pessoa sente dores, principalmente, no dorso ou abdômen inferior e podem ocorrer náuseas e vômitos. Posteriormente a dor pode chegar à virilha e se o cálculo crescer ou se mover, pode aparecer sangue na urina. A pedra descendo, pode ocorrer aumento na ida ao banheiro para urinar e sensação de ardor durante isso. Se ocorrer febre acompanhada desses sintomas, pode estar surgindo uma infecção.

    A dor causada pelo cálculo irradia-se pela lateral do abdômen, pela pelve e alcança a região genital, na medida em que ele cresce nas vias urinárias. Algumas pessoas rolam ou se jogam no chão porque a dor, às vezes, é intolerável. Se um dos sintomas já estiver sendo sentido, é porque o cálculo renal já deve estar grande para incomodar.

Cálculo Renal - Diagnóstico

    Os sintomas devem ser avaliados por um médico e testes específicos devem ser realizados para confirmar a doença e exames de sangue e urina podem auxiliar a detectar anormalidades que causam o cálculo. O exame de urina pode detectar cristais ou sangue; porém, os  cálculos são encontrados com mais frequência por meio de uma radiografia ou ultrassonografia. Esses exames auxiliam na localização e no tamanho das pedras.
 
 
Cálculo Renal  -->>  Doenças do Sistema Urinário

 






 

Site desenvolvido por KERDNA Produção Editorial LTDA